Já li – Uma cana de pesca para o meu avô

dscf4610PORQUE LI?

Nas minhas deambulações biblioterapêuticas, cruzei-me com um excerto de um conto de Gao Xingjian e achei que talvez o texto completo fizesse parte do pequeno livro que tenho há anos na minha estante, sem que alguma vez o tivesse lido.

Recebi-o como oferta na subscrição da revista “Os Meus Livros” (que, se bem me recordo, deixou de ser editada em 2012) e julgo que o ignorei porque anos antes tinha desistido d’ “A Montanha da Alma”, do mesmo autor, logo nas primeiras páginas, uma experiência que me terá “traumatizado”.

Desta vez, porém, fui resgatar “Uma cana de pesca para o meu avô” e decidi dar uma oportunidade ao pequeno volume de contos com apenas 118 páginas, até porque estava a precisar de fazer uma pausa no ensaio filosófico que estou a ler desde os primeiros dias de Janeiro. Sem tê-lo planeado, “Uma cana de…

Ver o post original 350 mais palavras

Padrão